Transferência de veículo: o que é, quanto custa e como fazer!

A transferência de veículo consiste em um processo que altera o registro de propriedade de um carro, moto, ônibus ou outros tipos de automóveis. Por meio dela, deverá haver a emissão do Certificado de Registro de Veículo (CRV) e também do Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo (CRLV).

É muito provável que a maior parte dos proprietários de veículos não tenha muita noção de como todo o processo ocorre e quais os documentos envolvidos. Por isso, leia o artigo abaixo e tire todas as suas dúvidas acerca deste procedimento simples, capaz de mudar o proprietário de um automóvel.

Como fazer uma transferência de veículo?

Antes de mais nada, é necessário deixar bem claro que, para que a transferência de veículo possa ser efetuada da maneira correta, é obrigatório que o automóvel tenha um registro e esteja emplacado. O número da identidade de um veículo deverá estar devidamente registrado no Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM).

É por meio deste dado que você poderá ter todas as informações necessárias sobre o automóvel, como, por exemplo, as suas taxas, os índices de acidentes e os boletins de ocorrência gerados sobre ele. Além disso, é de obrigação do proprietário ter em mãos o CRLV, onde constam todos os pontos importantes acerca do veículo e de seu proprietário.

É importante saber também que a transferência de veículo pode variar de estado para estado, não tendo um passo a passo específico para cada região. No entanto, a taxa para que a conclusão da transferência seja feita é de 30 dias em qualquer lugar do país.

Os documentos solicitados também podem variar de acordo com a sua cidade, e, desta maneira, o proprietário deverá estar atento a todas as informações disponibilizadas na internet ou em um local autorizado.

Como fazer transferência de veículo online

Se você está planejando fazer a transferência de veículo online, deve saber que o sistema está diretamente relacionado com os Departamentos Estaduais de Trânsito (DETRANs) de todo o Brasil.  Além disso, é preciso que o proprietário saiba se as concessionárias ou revendedoras onde adquiriu o veículo aderiram ao método.

Para fazê-la, será necessário que o antigo proprietário do veículo tenha uma comunicação de venda, por meio da internet, sem que haja a necessidade de comparecimento ao posto físico. Assim, ele poderá assinar o ATPVe com o Certificado Digital. Para o novo proprietário, basta acessar o portal do DENATRAN e realizar a solicitação da transferência, por meio do Certificado Digital.