O que é CRLV? Qual é a diferença para CRV?

Até mesmo os motoristas mais experientes podem ficar em dúvida quanto aos documentos do veículo. Afinal, são várias siglas – e algumas podem ser bem parecidas, como é o caso do CRLV e do CRV. No entanto, apesar da semelhança, é importante saber o que cada uma significa e qual é a sua importância. Veja abaixo o que é CRLV, a sua diferença para o CRV e entenda a importância deste certificado.

O Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) é o licenciamento, sendo considerado de porte obrigatório, uma vez que concede ao veículo e seu proprietário o direito de circular, tanto por vias públicas, quanto por vias particulares.

Saiba mais sobre o licenciamento de veículos!

O que é CRLV

O licenciamento, como é conhecido popularmente o CRLV, deve ser emitido anualmente. Para a sua emissão, é necessário que os proprietários de veículos façam o pagamento de algumas taxas, impostos e tributos estaduais. Ou seja, se o proprietário não pagar o IPVA, o Seguro DPVAT ou outras multas, o licenciamento ficará bloqueado, impedindo que o carro possa circular.

Atualmente, além da versão física, os motoristas também podem contar com a versão do CRLV digital. Esse novo tipo de documento está disponível para os veículos com a nova placa Mercosul e começa a ser utilizado em agosto de 2018 – inicialmente, no Distrito Federal.

O CRLV digital tem o mesmo valor do CRLV físico, que ainda tem emissão obrigatória. Ou seja, independentemente do proprietário possuir a versão digital do certificado, ainda é necessário possuir também a versão física.

A versão digital estará disponível no aplicativo Carteira Digital de Trânsito, um app que reúne diversas informações sobre o veículo e o motorista, incluindo a CNH Digital.

Por que andar com o CRLV

De acordo com a funcionalidade do CRLV, é muito importante que o certificado esteja sempre com o veículo quando ele estiver circulando pela cidade. Este documento é de porte obrigatório e poderá ser solicitado em uma blitz policial. Se o motorista não possuir o documento, ele poderá ser multado, perder pontos na CNH e ter o veículo apreendido, o que pode gerar ainda mais custos.

Além disso, o CRLV deve estar sempre atualizado. Uma vez que vence o prazo para o novo licenciamento, a versão antiga deixa de ter validade. Ou seja, em uma blitz, será necessário apresentar sempre a versão atualizada.

Como é feito o pagamento do CRLV

Para realizar o pagamento do CRLV, as demais pendências do veículo, como IPVA, Seguro DPVAT e multas, devem estar devidamente quitadas. Caso contrário, o novo licenciamento será bloqueado e o proprietário não conseguirá emitir o documento válido.

O boleto é normalmente enviado para a casa do proprietário do veículo, segundo as informações no documento do automóvel. O valor pode variar entre R$ 50 e R$ 100, e o prazo para pagamento também pode variar de acordo com cada estado.

Para pagar o boleto, o proprietário pode ir até uma agência bancária que possua convênio com o DETRAN de seu estado ou ir até um Poupatempo. Nos Correios, este tipo de pagamento também é realizado, para quem busca uma alternativa aos outros meios.

Para as pessoas que desejam realizar o pagamento do licenciamento online, essa opção pode ser feita pelo site do órgão responsável no seu estado, alguns aplicativos de Bancos também possuem essa opção.

O que é CRV e CRLV: entenda a diferença

Apesar de serem muito parecidas, essas siglas dizem respeito a documentos diferentes. Por isso, tome muito cuidado para não confundi-las.

Enquanto o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) é o documento que garante a permissão para que o automóvel possa circular, o Certificado de Registro de Veículos (CRV) contém as principais informações sobre as características físicas do veículo, como o modelo, a cor, o ano de fabricação, a placa, o tipo de combustível utilizado, entre outras.

O CRV deve ser entregue junto ao emplacamento do veículo. Com ele, também são entregues o Renavam, as informações do proprietário (como nome, endereço e CPF ou CNPJ), a UF, o Chassi, entre outros dados importantes para a identificação adequada do veículo.

Antigamente, o CRV era chamado de DUT. Em alguns estados, essa nomenclatura ainda é bastante comum, apesar de ter se atualizado em grande parte do país.

A cada nova alteração significativa no veículo, o CRV deverá ser modificado para contemplar essas novas características. Ele também é alterado em caso de venda do automóvel, passando a constar a passagem de propriedade.

Como conferir se você está em dia com a documentação do carro

Com tantos documentos necessários, às vezes pode ser difícil identificar se está com algo pendente. Para evitar ser surpreendido por alguma pendência, você pode consultar todas as informações do veículo e da sua CNH diretamente no site do Detran de seu estado ou no site da Secretaria da Fazenda.

Também é possível ir até o Detran da sua região ou até o Poupatempo para consultar as informações referentes ao seu veículo e documentos pessoais.

Saiba mais sobre as documentações necessárias de seu veículo, entenda o que é CRV e como pagar IPVA atrasado com as demais publicações do blog da Sodré Santoro!