Carro sinistrado: o que é?

O termo carro sinistrado é muito utilizado por consumidores e vendedores em todo o Brasil. Além da curiosidade, há a necessidade de conhecer bem um veículo antes de adquiri-lo. Sendo assim, é importante ter todas as informações acerca do que é um sinistro e como é possível identificá-lo em uma operação de compra e venda.

Por meio deste artigo, será possível identificar esse tipo de veículo e também como poderá negociar o seu carro. Esteja atento a todos os detalhes 

Afinal, o que é um sinistro?

Nem todas as pessoas sabem o que é um carro sinistrado. Contudo, para entender esse termo, é preciso compreender como as seguradoras entendem que funciona um sinistro. 

Sempre que houver uma apólice de seguro, os prejuízos de um determinado veículo são listados. Por meio desses prejuízos, é possível que a cobertura do plano ofereça algum tipo de ressarcimento em caso de danos e acidentes. 

São esses danos que podem ser conhecidos como sinistros. Assim, quando um carro recebe um sinistro, isso significa que ele foi danificado de alguma forma, seja por uma batida ou até mesmo uma janela quebrada.

Diante disso, é importante ressaltar que um veículo com registros sinistrados pela seguradora poderá ser vendido por um valor menor do que a tabela de mercado. Esse tipo de carro sinistrado pode ser conhecido como “parcial”. 

Por outro lado, quando o automóvel é roubado ou furtado, a seguradora possivelmente cobrirá o valor integral da indenização. Por isso, ele será intitulado como “sinistro total”.

É possível comercializar um carro sinistrado?

Embora haja alguma desconfiança em torno de um carro sinistrado, ele pode ser comercializado e adquirido de maneira segura e acessível. Inclusive, para os condutores que buscam um veículo com melhor preço, procurar por esses modelos junto a uma organização de leilões pode ser uma ótima alternativa. 

Comprar qualquer veículo usado às cegas, seja ele particular ou vendido por uma empresa, pode ser muito arriscado. Já ao ingressar em um leilão de carros, o consumidor poderá se sentir mais confortável. Isso porque todas as informações estarão disponíveis de forma detalhada e o interessado poderá acessar/verificar antes de enviar seu lance.

Além disso, como mencionamos anteriormente, existem vários tipos de sinistros, desde um vidro quebrado a uma batida mais grave. Dessa forma, caberá apenas ao consumidor avaliar a condição do carro, bem como seu desconto, para entender se a compra faz sentido ou não para ele. 

Como saber que um carro é sinistrado?

Mesmo que haja vendedores mal intencionados que, com a finalidade de aumentar seus lucros, ocultam o histórico do veículo, com o fácil acesso às informações qualquer consumidor pode reconhecer e analisar um sinistro antes da sua aquisição. 

Então, para não cair em golpes, o primeiro passo é averiguar os documentos do automóvel. Afinal, mesmo que a documentação de um carro sinistrado seja muito parecida com a de carros regulares, é possível notar, na parte inferior do papel, a descrição “SINISTRO/RECUPERAÇÃO”, que indica que o carro já sofreu algum dano.

Inclusive, caso o documento do proprietário esteja desatualizado, o comprador pode fazer essa mesma consulta no site do Detran, por meio do número do Renavam do veículo. 

Outra dica, reforçando o que já mostramos no tópico anterior, ao participar de leilões confiáveis, você terá acesso às informações atuais do veículo de maneira detalhada para que sua compra seja feita com transparência.

Quais são as vantagens de comprar um carro sinistrado?

A principal vantagem em adquirir um carro sinistrado em leilão, com certeza, é o preço. São valores bem abaixo do mercado externo e é uma excelente opção para quem precisa do veículo, mas carece de recursos. 

Porém, isso não anula a necessidade de atenção no momento da compra. É necessário ter cuidado e obter todas as informações disponíveis do bem a ser adquirido para que tudo esteja bem alinhado com o objetivo do comprador. 

Ao todo, 48 pontos serão avaliados no seu veículo e, após a avaliação, os pontos irão incluir o seu carro em uma categoria. São elas:

  • pequena monta (que segue até os 20 pontos, não sendo necessário incluir no documento;
  • média monta (fica entre 21 e 30 pontos, sendo incluído no documento);
  • grande monta (acima de 30 pontos, tornando o veículo irrecuperável).

Carro recuperado é a mesma coisa de carro sinistrado?

A resposta para essa questão é: sim. Ambos os termos são utilizados para se referir a um veículo que sofreu danos, independentemente de quais sejam eles. No entanto, “carro recuperado” é mais utilizado para se referir aos automóveis que possuem alguma avaria de média ou pequena monta, como foi listado anteriormente.

Também é possível encontrar a especificação “carro recuperado de financeira” em um documento veicular. Em casos assim, o termo se refere àqueles veículos que foram vendidos por concessionárias e financiados. No mais, carro sinistrado e recuperado significa a mesma coisa.