Carro sinistrado: o que é?

Mão segurando caneta e escrevendo sobre carro sinistrado

O termo carro sinistrado acabou ganhando muito espaço no Brasil. Além da curiosidade, há a necessidade de conhecer bem um veículo antes mesmo de adquiri-lo. Sendo assim, é importante ter todas as informações acerca do que é um sinistro e como é possível identificá-lo em uma operação de compra e venda.

Por meio deste artigo, será possível identificar esse tipo de veículo e também como poderá negociar o seu carro. Esteja atento a todos os detalhes para não acabar levando para casa um veículo que, a longo prazo, não vale a pena.

Afinal, o que é um sinistro?

Nem todas as pessoas sabem o que é um carro sinistrado. Para que seja possível entender esse termo, é preciso, antes, compreender como as seguradoras entendem que funciona um sinistro. Sempre que houver uma apólice de seguro, os prejuízos de um determinado veículo são listados.

Por meio desses prejuízos, é possível que a cobertura do plano ofereça algum tipo de ressarcimento em caso de danos e acidentes. São esses danos que podem ser conhecidos como sinistros. Quando um carro é denominado de sinistro, significa que ele foi danificado de alguma forma, seja por uma batida ou até mesmo uma janela quebrada.

Se o veículo for registrado como sinistro pela seguradora, significa que ele passará a valer menos de 75% do valor total de mercado. Sendo assim, isso acaba por prejudicar alguns proprietários que, posteriormente, desejariam repassar o seu veículo para comprar um novo ou apenas ficar com o dinheiro.

O tipo de carro sinistrado mencionado anteriormente pode ser conhecido como “parcial”. No entanto, quando um roubo ou furto de veículo acontece, é provável que a seguradora vá cobrir o valor integral da indenização. Por isso, ele será intitulado como “sinistro total”.

É possível comercializar um carro sinistrado?

Embora muitas pessoas achem que vender um carro desse tipo seja ilegal, ele pode, sim, ser comercializado. Além disso, é possível encontrar alguns leilões para quem estiver interessado em adquirir um veículo sob essas condições. No entanto, eles já estarão avisados de suas condições.

Ainda assim, é possível que o consumidor acabe caindo em algum golpe. Na hora de comprar um carro, o vendedor poderá estar mal-intencionado e repassar um carro sinistrado como se fosse novo ou sem qualquer tipo de avaria. Nesses momentos, todo o cuidado é necessário.

Além de todos os riscos que esse veículo representa, principalmente por causa dos possíveis acidentes, o motor pode estar severamente comprometido. Quem compra um carro nessas condições acaba tendo de arcar com vários prejuízos. No lugar de pagar unicamente pelo carro, ainda haverá outras despesas que precisarão ser cobertas.

Ainda há outro tipo de desvantagem que está diretamente ligada a esse tipo de veículo. Ela é a dificuldade para conseguir gerar um seguro para o carro. Isso porque a probabilidade de apresentação de problemas é bem maior, sendo cerca de 90% mais alta do que a maioria. É por isso que a maior parte das seguradoras não oferece planos para os sinistros.

Como saber que um carro é sinistrado?

Assim como mencionado anteriormente, há quem tente negociar um carro sinistrado sem avisar ao comprador. Muitos proprietários escondem o dano para que seja possível vender o veículo pelo preço comum do mercado. Sendo assim, é preciso estar atento para não acabar caindo em uma verdadeira armadilha.

Antes de mais nada, é interessante pedir para averiguar os documentos do veículo. Mesmo que a documentação de um sinistro seja muito parecida com a de carros regulares, é possível ver, na parte inferior do papel, a descrição “SINISTRO/RECUPERAÇÃO”, que indica que o carro já sofreu algum dano.

Além de poder ficar de olho nesse tipo de questão para não levar um carro sinistrado para casa por engano, é válido escolher com atenção a revendedora. Veja qual a sua fama nas redes sociais e se alguém conhecido já adquiriu um carro por meio dela. Assim, ficará mais simples não cair em golpes.

Uma boa revendedora preza pela segurança e integridade de todos os seus clientes, evitando a venda de carro sinistrado. Por isso, tenha um bom planejamento antes de trocar o seu veículo para não acabar caindo em algum golpe.

Vale a pena ter um carro nesse estado?

Para saber se vale ou não a pena adquirir um carro sob essas condições, é necessário saber qual o tipo de sinistro do veículo. Isso porque o veículo dificilmente será aceito por uma seguradora, assim como já foi dito anteriormente. Esse fato se deve a uma indenização anterior ao seguro.

Mesmo que ele venha a ser aceito por alguma empresa, o carro acabará se encaixando em uma categoria totalmente diferente. Nela, o valor do seguro será bem maior do que os outros. Também há a questão de uma maior necessidade de colocar o seu veículo em vistorias.

Se você decidir comprar um carro sinistrado, deve saber que um perito precisará fazer uma avaliação a fundo de todos os danos que foram causados no veículo. Para isso, ele utilizará um “Relatório de Avarias”, o qual está presente no Anexo 1 da resolução 362 do Contran.

Ao todo, 48 pontos serão avaliados no seu veículo e, após a avaliação, os pontos irão incluir o seu carro em uma categoria. São elas:

  • pequena monta (que segue até os 20 pontos, não sendo necessário incluir no documento;
  • média monta (fica entre 21 e 30 pontos, sendo incluído no documento);
  • grande monta (acima de 30 pontos, tornando o veículo irrecuperável).

Carro recuperado é a mesma coisa de carro sinistrado?

A resposta para essa questão é: sim. Ambos os termos são utilizados para se referir a um veículo que sofreu danos, independentemente de quais sejam eles. No entanto, “carro recuperado” é mais utilizado para se referir aos automóveis que possuem alguma avaria de média ou pequena monta, como foi listado anteriormente.

Também é possível encontrar a especificação “carro recuperado de financeira” em um documento veicular. Em casos assim, o termo se refere àqueles veículos que foram vendidos por concessionárias e financiados. No mais, carro sinistrado e recuperado significa a mesma coisa.