O que é e como funciona um leilão?

Apesar ser de uma prática antiga, o leilão ainda é um assunto que gera muitas dúvidas e levanta polêmicas. Por isso, é importante abordar o tema com muita transparência. Primeiro é importante entender que o leilão é uma venda pública, aberto para qualquer pessoa participar e os mais diversos itens podem ser leiloados.

Desde veículos e imóveis, até móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, etc. Os produtos ou os bens são encaminhados pelo vendedor para que o leiloeiro realize a venda. Pode ser leiloado tanto um único bem, como um carro, como um lote com vários itens, como um conjunto de móveis de escritório e um computador.

Agora você deve estar se perguntando: mas como funciona um leilão? Qual a origem dos bens? Como posso participar? Vamos responder todas essas perguntas a seguir.

 

Como é feito um leilão?

Um leilão funciona da seguinte forma: é estipulado um valor mínimo para o item ou lote que está sendo vendido e vence quem der o lance mais alto acima desse valor. É o que chamamos de arremate.

Também é importante entender que atualmente é possível escolher entre participar de um leilão presencial ou de um leilão online, onde você dá os lances do seu computador ou dispositivo móvel. De ambas as formas você acompanha todos os lances que estão sendo dados e se o seu for o último e ninguém mais der um lance, você conseguiu adquirir o item.

A única diferença entre participar do leilão presencial e do leilão online, é que na segunda opção é preciso fazer um pré-cadastro no site do leiloeiro, para poder fazer o login e participar do auditório virtual.

Vale a pena participar ou comprar em leilão?

O vendedor que encaminha os itens para o leiloeiro pode ser uma empresa, uma concessionária, uma seguradora, um banco, entre outros. Por isso é possível encontrar tanto imóveis ou veículos praticamente novos que foram apreendidos por falta de pagamento, como bens de empresa que faliram, carros que vieram de seguradora porque sofreram algum tipo de acidente, etc.

Há mil e uma opções, por isso quando alguém levanta essa questão se vale a pena comprar em leilão, a resposta correta é que vale a pena desde que a pessoa leia com atenção as observações do que está comprando e saiba analisar as boas oportunidades.

Isso porque tudo que é leiloado costuma ser vendido com preço abaixo dos valores de mercado, mas é fundamental sempre observar a origem do bem e avaliar se precisará dispor de outros gastos para usufruir dele, para ter certeza que esta fazendo um bom negócio.

Além disso, é preciso tomar cuidado para não se empolgar nos lances e acabar ofertando valores muito altos, que podem estar acima do que o item vale ou do que você pode pagar.

Quer saber como avaliar as boas oportunidades e obter algum tipo de lucro comprando em leilões? Continue acompanhando o nosso blog. 

 

cta-infografico-veiculos