Placa Mercosul: passo a passo para regularização

Desde o dia 31 de janeiro de 2020, entrou em vigor a placa Mercosul: o novo modelo que irá substituir as antigas placas cinzas. Anunciada em 2014, a placa começou a ser produzida e usada em automóveis, gradualmente, a partir de setembro de 2018.

A placa, que tem como objetivo unificar os modelos de placas dos veículos que pertencem ao bloco do Mercosul, incluindo Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela, traz um outro benefício: são mais de 450 milhões de combinações possíveis, cerca de 160% a mais do que o modelo brasileiro anterior.

A placa Mercosul segue um padrão único para todos esses países: o fundo é na cor branca, sendo que o tipo de veículo pode ser identificado a partir da cor da fonte. Ela possui quatro letras e três números, enquanto a antiga era cinza, com apenas três letras e quatro números. Neste novo modelo, também há uma tarja superior azul, incluindo a bandeira e o nome do país em que o veículo foi registrado, além de um QR code.

Nova placa Mercosul: quem precisa buscar o novo modelo

Embora já esteja em vigor, a substituição da placa antiga pela nova placa Mercosul não é obrigatória para todos os casos. O modelo é obrigatório em novos emplacamentos e, nos carros antigos, em situações excepcionais nas quais se faz necessária a troca de placa: troca de município, placa furtada, placa danificada ou mudança de categoria do veículo. 

Assim, por enquanto, os proprietários de veículos que possuem placas de identificação no antigo padrão não precisarão fazer a troca. A obrigatoriedade se aplica aos casos já mencionados, relacionados às hipóteses em que é necessário providenciar uma nova placa ou primeira placa para o veículo.

Para o caso dos motoristas que desejam fazer a troca, haverá uma substituição automática do segundo caractere numérico do modelo anterior por uma letra. 

Placa nova: entenda as cores dos novos modelos

A placa Mercosul também é mais colorida, porque a cor é utilizada também para a identificação do tipo de veículo. Ou seja, veículos particulares, de aluguel, oficiais, entre outros, são identificados já pelas placas.

As cores utilizadas são preto, para veículos particulares, vermelho, para carros de aluguel ou de aprendizagem, azul, para os veículos oficiais, verde, para os carros especiais – como os carros de teste das fabricantes de veículos –, dourado, para os veículos diplomáticos e consulares, e prateado, para os carros de colecionador.

Placa do Mercosul e outras questões importantes para os veículos

Além da nova placa Mercosul, é importante que os motoristas e proprietários de veículos tenham conhecimento de outras questões essenciais, para ter mais segurança no trânsito e evitar penalidades. Por exemplo, saber o que é CRV ou o que é Renavam pode ajudar a conseguir maior economia e alguns benefícios, como desconto em seguros. Além disso, um carro com a documentação em dia torna o licenciamento muito mais fácil.

Pensa em adquirir um veículo? Saiba mais sobre como regularizar o carro ou adquiri-lo em um leilão, regularizando a placa Mercosul para seguir com o novo padrão.