É seguro comprar imóvel em leilão? Todas as dúvidas explicadas

Será que é seguro comprar imóvel em leilão? Com a popularização desse tipo de evento, surgem as dúvidas. Afinal, o leilão é uma das modalidades para vender-se um bem imóvel, podendo ser pelas mais diversas razões ou mais diversos motivos. Para quem já participou, bem como para quem é novato, a questão da segurança deve vir em primeiro lugar. 

É importante ter em mente um objetivo definido, para saber se o bem deve ser adquirido naquele momento ou se é necessário esperar mais um pouco. Assim como outros tipos de aplicação financeira, o ramo imobiliário poderá apresentar alguns riscos, mas que poderão ser avaliados previamente.

Como funciona comprar imóvel em leilão?

Para saber se é seguro comprar imóvel em leilão, é preciso conhecer os tipos de leilão disponíveis. Uma dessas modalidades é o leilão judicial, que acontece quando um bem está envolvido em algum processo que corre judicialmente, como por exemplo a execução de uma dívida ou obrigação jurídica de um dos polos do pleito jurídico. Sendo assim, todos os termos e condições de venda para realização do certame, são autorizadas e homologadas pelo juízo responsável.

Há também o leilão extrajudicial, que não tem qualquer relação com a justiça, o processo acontece por vontade do proprietário do bem, ou de terceiros por ele autorizados. Dessa maneira, é preciso ficar atento à plataforma onde você irá se cadastrar, certificando-se da credibilidade do leiloeiro, já que os termos e condições previamente definidos provém destes. 

De uma maneira geral, para dar lances em imóvel no leilão, faz-se necessário um cadastro anterior, de modo que, é importante estar atento à plataforma na qual serão colocados os dados pessoais do interessado, certificando-se este da autenticidade e credibilidade do sítio eletrônico que está acessando. 

No site da Sodré Santoro você realiza o seu cadastro e poderá, de forma segura e fácil, escolher em qual leilão quer participar. Depois disso, basta acompanhar o leilão, participar, dar o lance e, sendo vencedor da disputa, arrematar o bem com o valor ofertado. 

Qual o risco de comprar um imóvel ocupado?

Como foi mencionado, existem alguns riscos envolvendo a participação em um leilão, assim como em qualquer outro investimento. Para quem deseja saber se comprar imóvel em leilão vale a pena, saiba que a resposta é sim, desde que todas as medidas de segurança sejam tomadas antes da aquisição final.

Ao comprar um imóvel ocupado, em razão das eventuais disputas acerca da posse do bem, é de extrema importância a assessoria de um advogado ou profissional jurídico do ramo imobiliário. Pois pode haver ações judiciais em tramitação, as quais podem gerar despesas ocasionadas por  ações de despejo ou outras, e acabarão impactando na compra de modo direto ou indireto. Além disso, os ocupantes poderão provocar danos no imóvel, modificando as características do bem e anteriormente dispostas no Edital de venda. 

É importante que os gastos com a remoção de moradores sejam levados em consideração. Além de todas as despesas tradicionais que estão envolvidas no processo, como o imposto de transferência e as taxas estabelecidas pelo cartório, o comprador também arcará com 5% do valor do imóvel para a comissão do leiloeiro.

De uma maneira geral, é seguro comprar imóvel em leilão. No entanto, existem algumas situações que acabam tornando o processo um pouco mais complexo. O essencial é estar atento aos detalhes, principalmente ao Edital e às Condições de Venda, evitando erros na aquisição do bem e evitando adquirir um imóvel em termos diferentes do imaginado ou descrito previamente nos documentos disponibilizados para a venda. 

Como comprar em leilão judicial

Não sabe como comprar um imóvel em leilão judicial? Antes de mais nada, é importante saber que esse tipo de leilão é aquele que ocorre em razão de decisão judicial, em decorrência de processo em que figura como parte o proprietário do bem, ou alguém a ele equiparado legalmente.

Para fazer uma boa compra, é necessário levar algumas dicas em consideração algumas dicas, como, por exemplo, ler o edital com bastante atenção, já que o Edital, via de regra, faz lei entre as partes, isto é, vendedor e comprador , bem como é o documento onde constam  as informações com as quais você precisará lidar na formalização da aquisição do bem adquirido.

Além disso, também é importante fazer uma comparação com os preços dos imóveis da sua região. Comprar imóvel em leilão vale a pena, desde que se tenha uma boa noção da faixa do bem a ser adquirido. Assim, você conseguirá economizar e, ainda por cima, ter um imóvel de qualidade.

Lembre-se que, para saber se é seguro comprar imóvel em leilão, toda a documentação precisa ser devidamente conferida. Os imóveis que são postos à venda poderão ser ofertados após a quitação de dívidas ou débitos relacionados ao endereço. Tenha a certeza de que nenhuma outra pendência ficará após a compra.

Comprar imóvel em leilão para investir

Para comprar imóvel com a finalidade de investimento, é preciso ter noção acerca dos valores máximos de arrematação, objetivando o potencial lucro – essência nos investimentos. O ideal é que seu capital seja dividido em três partes iguais e, a partir desse ponto, as aquisições comecem a ser feitas.

Uma das maiores vantagens de comprar um imóvel a fim de investir é que, diante das outras formas de investimento, essa é a mais lucrativa. Isso acontece porque, caso a sua arrematação seja cancelada, todo o dinheiro será devolvido, principalmente a comissão do leiloeiro, o que não trará grandes prejuízos.

Além disso, ao arrematar um imóvel em um leilão judicial, é possível levar o bem em questão por cerca de 50% do valor de avaliação. Essa vantagem acaba atraindo muitos investidores para a área, principalmente porque a rentabilidade, no futuro, será colocada no bolso com juros e segurança.

Dicas para comprar imóvel de leilão

Depois de descobrir que é seguro comprar imóvel em leilão, desde que as principais medidas de precaução sejam tomadas, está na hora de conferir algumas dicas indispensáveis para adquirir o seu bem.

Escolha imóveis desocupados

Assim como já foi mostrado anteriormente, os imóveis desocupados são a melhor opção para quem deseja se livrar dos problemas após o arremate. Então, fique de olho nesse detalhe durante o evento.

Defina qual o lance máximo que pode dar

Lembre-se de entrar no leilão com um valor pré-definido a ser ofertado. Dessa maneira, as chances de se empolgar e acabar desejando oferecer um montante maior do que o que pode ser pago diminuem.

Registre a propriedade após o arremate

Por fim, garantindo a aquisição com segurança, é essencial o registro da nova propriedade após arrematá-la, afinal, “quem não registra não é dono!”. Uma das finalidades deste ato é dar publicidade ao negócio jurídico realizado, impedindo o desconhecimento de terceiros em futuras vendas à margem da matrícula do imóvel. 

Depois de descobrir que é seguro comprar imóvel em leilão, confira mais textos sobre esse tipo de evento no site da Sodré!